O que é a puericultura?

A Puericultura é estudo do desenvolvimento das crianças.
Promove a conceção ampla de um olhar abrangente sobre os diferentes aspetos do desenvolvimento infantil, que valoriza e tem foco na individualidade, na cultura a que pertence e no ambiente familiar.

(Puer deriva do latim] significa criança. Etimologicamente, cuidar de crianças significa cultura ou desenvolvimento da criança) é a ciência aplicada ao conhecimento ou cuidado da criança saudável

O cuidado da criança saudável é uma ciência eminentemente preventiva, que visa cuidar e proteger a vida saudável da criança. 

O objetivo é otimizar todos os aspetos da criança: físico, mental, emocional, afetivo, social, cultural e espiritual, desde a vida intrauterina e durante a primeira infância. 


O que é a pedagogia?

A Pedagogia é a ciência que tem como objeto de estudo e pesquisa a Educação. A Pedagogia é um conjunto de técnicas, princípios, métodos e estratégias da educação e do ensino.

A Pedagogia estuda os ideais de educação, segundo uma determinada conceção de vida, e dos processos e técnicas mais eficientes para realizá-los, visando aperfeiçoar e estimular a capacidade das pessoas, seguindo objetivos definidos.

Qual é a função de um puericultor?

É um profissional de saúde e de educação que acompanha os pais desde a gravidez até aos 3 anos de idade da criança. A puericultura atua, ajuda a conhecer e descobrir as capacidades do bebé, a partir do facto de existirem diferentes modelos de família e vários estilos parentais, e estes podem ser definidos de acordo com as formas como os pais cuidam dos filhos em relação à alimentação, o sono, a relação de vínculo com o bebé e principalmente a forma como cada família responde às necessidades desse bebé / criança.

Os estilos parentais são inúmeros e é papel, e objetivo, do cuidador de crianças acompanhar as famílias para refletir, pensar  e selecionar quais os métodos e recursos  que se adaptam às necessidades do(s) filho(s), tendo em conta a individualidade, a fase e as circunstâncias.

Também, atendemos famílias em situações especiais (NEE): síndrome de Down, bebés prematuros, etc.

Acompanhamos e aconselhamos as mães com gravidez múltipla.

Trabalhamos com pais adoptivos a partir do desejo, da busca, acompanhando-os na chegada do bebé, e quebrando mitos e orientando-os na educação.

Trabalhamos de forma interdisciplinar em casos específicos (com educadores, professores, enfermeiros, pediatras, terapeutas da tala, nutricionistas, entre outras especialidades).

Organizamos workshops, mini cursos e criamos grupos de debate para grávidas, pais, sobre temas parentais (sono, jogos, choro, limites, sobre o regresso ao trabalho, etc). 


Por que preciso de um especialista em cuidados infantis? 

O maior benefício é para a mãe, para os Pais, pois ao receberem conselhos, informações de um profissional, com um olhar abrangente, que lhes dará sugestões práticas, transmitirá informações adequadas, e será um suporte e apoio, para os Pais passarem pelas diferentes situações que surgirem, nesta nova profissão: "serem Pais, Mãe e Pai, com mais confiança e segurança. Todas às profissões devem ser "construídas", ter abertura para aprender a sermos melhores. 

Junto com o profissional, os pais criam um espaço de reflexão que se torna uma oportunidade de reconfirmar ou modificar o estilo parental, sem perder de vista o(s) filho(s). 

Sabemos que existem vários estilos parentais e que podemos defini-los de acordo com a forma como os pais cuidam dos filhos, na relação com o bebé e na forma como cada família responde às necessidades da criança. Existem tantos estilos parentais quantas pessoas no mundo, é nosso papel e objetivo, no projeto Crianças Felizes - Desenvolvimento Infantil, acompanhar os pais a refletir, a pensar, quais dos recursos e ferramentas que podemos transmitir  de acordo com às necessidades dos filhos. Realçando a importância da observação nos primeiros tempos é importante para poder interpretar as mensagens e necessidades de cada criança; 

Ainda é fundamental observar esse bebé-criança único, singular e individual para descobrir o que ele precisa e encontrar juntos o caminho dessa nova etapa.

A nossa missão é, também, acompanhar com respeito, não oferecemos receitas para um desenvolvimento perfeito ou uma educação adequada aos pais, nem regras, mas sim recursos que nos permitem pensar em formas alternativas e válidas de encontrar uma forma de enfrentar este processo de forma eficaz e positiva, para que haja bem-estar nas famílias e relações positivas e fortes entre Pais e Filhos. 

O que faz um educador promotor do desenvolvimento infantil?

Técnico com formação académica e específica na área do desenvolvimento infantil e educação. Tem a missão preventiva e de promoção do desenvolvimento saudável e positivo. Ou de inclusão, no caso de crianças com diagnósticos.